Início
Bem vindo Convidado · Registar
Utilizadores
Utilizador:

Palavra-Passe:

Entrar automaticamente na próxima visita?


» Esqueci a Palavra-Passe
» Registar

Fórum


Quem está ligado
Utilizadores Activos: 9
Existe(m) 0 utilizador(es) registado(s) (0 invisíveis) e 9 convidado(s) ligados.

Imagem Aleatória
027

027

Renato Sousa


Início / Novidades / Para a História

Para a História

Contributo de: josé eduardo marques Offline
Tópico: Novidades
Enviar a um amigo  Formato de Impressão
Vistas: 27
Votação: 0.00 (Sem votação 0 votos)
«Começa aqui o Inferno», pensou ele, de sentinela ao livor frio que lhe passava pelo rosto, à perplexidade com o que ia acontecendo à volta e na ordem dos sentidos. O inferno numa noite surda e pesada nos seus metais de morte. Estala como lenha verde das queimadas; chega no sopro subterrâneo das pedras, rebenta por asfixia no centro dos morros de Calambata, ao Norte.
E o pobre dele a pensar:
«Morrerei em África, morrerei, minha mãe. Vou de certeza morrer em África.»»

“Autópsia de Um Mar em Ruínas” (9ª edição, pág. 14) de João de Melo – Prémio Vergílio Ferreira 2016



Era o dia 23 de outubro de 2018. O grupo acabara de tomar a sua refeição, num restaurante perto do Arco Cego. São um conjunto de ex-colaboradores da mesma Empresa, hoje, ao cabo de 50 anos de trabalho, reformados por direito próprio. Dois dos presentes, com a mesma idade, tinham participado na Guerra Colonial (para os portugueses)/ Anticolonial (para ao africanos).
Um dos presentes lembrando, com piada, que ambos tinham ido acabar com a guerra, visto que tinham nascido em 1951, logo, iniciando a recruta em 1972, mobilizados no mesmo ano ou seguinte e rumo a África, salientou que pouco se fez, até ao momento, para que a mesma e os seus processos fossem divulgados às gerações mais recentes.
«Vou dizer isto pela primeira vez na vida.», disse o “muito bom de bola”, continuando «Em finais de 72 princípios de 73, no interior da Guiné, houve uma noite em que eu dormia na minha tenda e, de repente, saído do nada, um tiroteio intenso e, penso, também granadas, não posso afirmar. Saí da tenda com mais dois camaradas, de cuecas e camisola interior. Sei, irmão (eu e o “muito bom de bola” tratamo-nos por irmão) que, segundo me disseram, tal como os outros camaradas, saltei da tenda e percorri duas ou três dezenas de metros, atirando-me para a vala. Quando a mim voltei, não sei quanto tempo depois (muitos minutos, certamente) estava em cuecas, perguntando a todos que à minha volta se encontravam, que aconteceu, só me lembro de ter ouvido rajadas e de mais nada. Que aconteceu, contem-me?»
josé eduardo marques
(0 palavras)


Autor: Comentário:
Não existem comentários para este artigo



RSS Feed: Para a História (Comentários)

Inserir Artigos | Fórum | Galeria | Calendário | Links | Ficheiros | Membros | Procurar | Livro de Visitas | Article Directory

Powered by SePortal 2.5
Copyright © 2007-2018 SePortal.org