Início
Bem vindo Convidado · Registar
Utilizadores
Utilizador:

Palavra-Passe:

Entrar automaticamente na próxima visita?


» Esqueci a Palavra-Passe
» Registar

Fórum


Quem está ligado
Utilizadores Activos: 9
Existe(m) 0 utilizador(es) registado(s) (0 invisíveis) e 9 convidado(s) ligados.

Imagem Aleatória
058

058

Renato Sousa


Início / Novidades / Nacional 222

Nacional 222

Contributo de: Teixeira Offline
Tópico: Novidades
Enviar a um amigo  Formato de Impressão
Vistas: 683
Votação: 0.00 (Sem votação 0 votos)
Há um més atrás, tivemos mais um dia de abraços, sorrisos, um dia alegre bem preenchido, só tenho pena de não ser mais abrangente incluindo todos os nossos ex-camaradas.
Senti que foi um ano especial principalmente por estarem presentes os nossos camaradas que trabalharam no estrangeiro, felizes como quem acaba de cortar a meta, a meta que os transporta para a liberdade.
Neste encontro ficámos a conhecer mais uma bonita vila medieval, neste caso a vila de Sabugal; parabéns ao nosso camarada e amigo António Machado e esposa pelo empenho.
Se me permitem passo à estória da nacional 222.
Um amigo liga-me e pergunta se posso ir com ele a Trancoso no dia seguinte; não tinha a agenda muito preenchida e disse-lhe que sim, ainda acrescentei que tinha por lá passado oito dias antes, a caminho do Sabugal; conheço bem a estrada.
No dia seguinte ao encontrarmo-nos disse que viu a notícia que a estrada N 222 foi considerada a melhor estrada do mundo, localizada na zona da Régua.
Disse-lhe que íamos passar perto, que podíamos fazer um desvio.
A viagem a caminho de Trancoso foi pela nacional 226, passa por Moimenta da Beira; um encanto com as macieiras em flor. Chegámos a Trancoso; a melhor vila muralhada que eu conheço.
Aguardámos na conservatória a chegada de outros elementos para a celebração do registo da passagem de uma propriedade.
Falámos na estrada nacional 222. Um destes elementos disse-nos que mora para esses lados. Podíamos segui-lo até Foz Coa.
Não conhecíamos a estrada, como diz Fernando Pessoa “o que víamos a cada momento nunca antes tínhamos visto”.
O Castelo de Penedono, uma joia arquitetónica, descobrimos que se chama Penedono por este assentar num rochedo que lhe dá o nome.
O dia já ia a meio quando entrámos na nacional 222 (Foz Coa / Régua). Já tínhamos passado nesta estrada, mas nunca de dia e com sol, o serpenteado cenário de um património mundial:
…” o Douro ao fundo, transporta-nos para
um imaginário de sonho,
um bailado clássico,
… agora dançamos com a miss mundo.
(0 palavras)


Autor: Comentário:
Não existem comentários para este artigo



RSS Feed: Nacional 222 (Comentários)

Inserir Artigos | Fórum | Galeria | Calendário | Links | Ficheiros | Membros | Procurar | Livro de Visitas | Article Directory

Powered by SePortal 2.5
Copyright © 2007-2018 SePortal.org