Início
Bem vindo Convidado · Registar
Utilizadores
Utilizador:

Palavra-Passe:

Entrar automaticamente na próxima visita?


» Esqueci a Palavra-Passe
» Registar

Fórum


Quem está ligado
Utilizadores Activos: 23
Existe(m) 0 utilizador(es) registado(s) (0 invisíveis) e 23 convidado(s) ligados.

Imagem Aleatória
Convivio de Tavira

Convivio de Tavira
Comentários: 0
Renato Sousa


Início / Novidades / Encontros imediatos de segundo grau

Encontros imediatos de segundo grau

Contributo de: Teixeira Offline
Tópico: Novidades
Enviar a um amigo  Formato de Impressão
Vistas: 3312
Votação: 0.00 (Sem votação 0 votos)
Antes de mais a todos os ex-camaradas, amigos um bom e santo Natal, assim como um bom ano 2017.

8-12-2016
O meu amigo, ex-camarada e conterrâneo Manuel Freitas ligou-me pelo telemóvel a informar de um encontro de lanceiros aqui na nossa cidade Guimarães, perguntou-me se estava interessado em participar. Perguntei-lhe, para evitar surpresas desagradáveis, quanto seria o preço da festa. Ele disse-me uns 16/17 euros. Ficou combinado.

Dois dias depois, dia 10, sábado de manha estava no sitio marcado, estátua D.Afonso Henriques junto ao castelo, a expectativa era grande. No primeiro impacto vi gente nova, animada, alguns fardados a rigor, muitas boinas, emblemas, bandeiras, e até um todo terreno (U.M.M.) identificado a rigor, o que me causou alguma estranheza, perguntei se não tem problemas com as autoridades, disseram-me que não.
Entre os convivas encontrei gente conhecida e até parentes próximos.
Os elementos fardados fizeram ordem-unida ao toque do clarim, uma homenagem ao fundador da Pátria com colocação de uma coroa de flores, o que causa sempre alguma emoção às senhoras presentes e alguns camaradas.
Depois de duas horas de boa e alegre convivência, troca de estórias que só nós entendemos, fomos até à montanha da Penha onde iria decorrer o almoço.
O U.M.M. conduzia a caravana.
Antes de entrar no restaurante houve ainda lugar para desencerrar de uma lápide em homenagem aos lanceiros falecidos, junto a um penedo da montanha.
O almoço decorria bem “regado”, animado, os meus olhos percorriam a sala bem recheada com uns 80 elementos de várias gerações, o meu interesse era registar na minha memória aquelas caras agora meus “confrades”, meus clãs de uma nova comunidade.

A meio do almoço anunciam que o Coronel Vareta iria falar, levantou-se um senhor que não conhecia, mas o nome não me era totalmente estranho; eloquente, frases bem construidas, bom humor que me deixou bem impressionado.

Diz o Sr. Coronel que os “comandos” têm uma associação; os paraquedistas têm uma associação; uma associação leva ao pagamento de cotas, os portugueses estão fartos de pagar isto, pagar aquilo, nós os lanceiros reunimo-nos espontaneamente como hoje, e vamos engrossar cada vez mais este numero, basta fazermos o trabalho de divulgação bem feito; fez ainda uma introdução à história dos lanceiros: -”Soube aqui que os lanceiros foram criados como guarda privada da rainha.”
-”Dos lanceiros passaram à policia militar, e agora à policia do exercito.”
No fundo senti que somos todos irmãos, filhos da mãe e pais diferentes.

O Sr. Coronel anunciou ainda o interesse de fazermos uma grande festa com o máximo de camaradas possível no cinquentenário da policia militar que se comemora para o ano que vem.

-”E eu que imaginava a policia militar uma instituição secular...”

Saímos da mesa às seis horas da tarde, já noite, com o estômago afagado, a alma ou o espírito levitando.

Para o ano estaremos cá.
(2818 palavras)


Autor: Comentário:
Não existem comentários para este artigo



RSS Feed: Encontros imediatos de segundo grau (Comentários)

Inserir Artigos | Fórum | Galeria | Calendário | Links | Ficheiros | Membros | Procurar | Livro de Visitas | Article Directory

Powered by SePortal 2.5
Copyright © 2007-2017 SePortal.org